ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Mais Lidas

Os brasileiros adoram celulares e aos poucos já estão substituindo outras tecnologias pelos aparelhos portáteis. A maior prova disso é o número de aparelhos em atividade no país em  dezembro de 2015: aproximadamente 257,8 milhões — isso mesmo, mais de um por habitante. Os telefones portáteis conquistaram muitos adeptos, hoje são quase da família e guardam muitos dos nossos segredos.
Aparelhos com GPS podem mostrar seus caminhos diários, mensagens de texto denunciar seus conhecidos e senhas de transações bancárias online armazenadas em um smartphone falam por si só.
Objetos desejados e caros não despertam a atenção apenas dos fãs de novas tecnologias. Ladrões também estão de olho no que você carrega no bolso. Falando novamente em números, você sabe quantos aparelhos são roubados no Brasil todos os anos?
Publicidade
Mais de um milhão! Dados do Ministério da Justiça estimam que todos os anos esse montante de pessoas ficam sem celular. Obviamente, o número deve ser muito maior, pois esse valor corresponde ao número de furtos que foram registrados nas delegacias do país. Hoje você vai conhecer mais uma arma na luta contra o roubo de celulares: o bloqueio do IMEI. Realizar esse tipo de bloqueio em conjunto com o do seu chip GSM não permite que o espertinho que roubou seu celular o use, venda ou troque.

GSM e o problema

A implantação da tecnologia GSM por todas as operadoras do país permitiu que tivéssemos mais opções na hora de escolher uma provedora de serviços para celulares. Porém, ninguém duvida que trocar de celular ou utilizar um roubado ficou muito mais fácil depois da mudança, pois basta trocar o chip para continuar usando o aparelho sem restrições.

IMEI e a solução

As facilidades do GSM e o número crescente de celulares nas ruas possibilitaram o avanço do roubo seguido de venda de telefones. No entanto, ao usar um celular GSM, o dono do número pode bloqueá-lo e evitar que seja usado em operações ilícitas. Basta entrar em contato com a operadora e solicitar o bloqueio do chip.
Para inibir o roubo de celulares a ANATEL, o Ministério da Justiça e operadoras do país pretendem assinar um acordo que permite o bloqueio total do celular pelo IMEI. Para quem não sabe, IMEI quer dizer International Mobile Equipment Identity (Identificação Internacional de Equipamento Móvel) e permite que cada celular tenha um número único, como se fosse um chassi de carro ou um código de série. 
Localização do IMEI
O IMEI pode ser encontrado na caixa do aparelho, no espaço destinado à bateria ou digitando *#06#no celular. Todo celular habilitado tem seu IMEI registrado em um banco de dados chamado EIR (Registro de Identidade de Equipamentos).
Quando um IMEI é bloqueado, as funções que dependem da operadora como, ligações e conexão com a internet ficam indisponíveis. Com isso, o aparelho perde completamente a utilidade, pois quem vai querer um celular para usar apenas como agenda ou despertador?

Como bloquear o IMEI

Bloquear o IMEI é a única garantia que você tem de que o ladrão não vai usar seu celular e nem tirar proveito de uma coisa que é sua. Para evitar transtornos, sempre mantenha o IMEI em um lugar seguro. Se você não tem a caixa, anote o número e guarde-o em casa, dessa forma se algo acontecer você tem o que precisa para solicitar o bloqueio.

1. Faça um Boletim de Ocorrência

Se o aparelho foi furtado ou você o perdeu, a primeira coisa a fazer (sempre) é ir até uma delegacia e solicitar um Boletim de Ocorrência – em alguns casos, ele é obrigatório para o bloqueio do IMEI, que é o segundo passo. Em alguns estados é possível solicitá-lo pela internet:
  • Região Sul
  • Região Sudeste
  • Região Centro-Oeste
  • Região Nordeste
  • Região Norte
RondôniaAmapáParáAmazonas e Acre. Roraima não oferece o serviço.
Mesmo que a possibilidade de recuperação do aparelho seja pequena, sempre faça um BO, pois com ele em mãos é possível provar que o celular não estava com você se ele for usado em algo ilícito. Além disso, as autoridades podem saber exatamente o número de telefones roubados e tomar medidas para evitar mais furtos.

2. Converse com a operadora

Com o BO em mãos, entre em contato com sua operadora e solicite o bloqueio do IMEI e do chip. Em alguns casos, o atendente solicitará a cópia do BO por fax ou email e assim que você enviar, o bloqueio será concluído.

Fica a dica

Quando você perder ou tiver o celular roubado sempre (sempre mesmo!) faça um BO. Além disso, bloquear o aparelho é indispensável, pois quanto mais pessoas fizerem isso, menos visados serão os telefones.
Se todas as pessoas seguirem esses passos, roubar celulares perde o sentido, tendo em vista que eles não podem mais ser usados como tal. Exceto no caso de comércio ilegal de peças, um telefone que não realiza chamadas não passa de mais um gadget inútil. 
Existe um tipo de praga que vem perturbando a vida de muitos usuários de mídias flash há anos. Trata-se de um vírus que infecta o pendrive e converte documentos e programas em meros atalhos. Tal atividade impede que o utilizador abra qualquer coisa e muitas vezes leva a uma atitude desesperadora: a formatação da unidade removível.
A solução do problema não é tão complicada e pode poupar algumas dores de cabeça e a FaceTeens vai te ajudar no processo. Primeiramente, vale salientar que o vírus não apaga nenhum arquivo do pendrive. Esta praga apenas oculta documentos e cria atalhos falsos, por isso mantenha a calma.
Agora que sabemos que os arquivos, em teoria, estão no pendrive, devemos verificar se o problema em questão está relacionado ao vírus. Para averiguar se seus arquivos continuam na unidade, veja se no ícone do pendrive (disponível em “Meu Computador”) o espaço utilizado continua idêntico ao que era anteriormente.
Caso o Windows informe que a unidade está vazia, então é possível que o vírus que você pegou seja outro. Do contrário, a execução dos passos a seguir deverá resolver seu problema.

Recuperando arquivos

1. Abra o Prompt de Comando (basta pressionar a tecla "Windows" e então inserir o comando "cmd.exe").
2. Já no Prompt, digite o seguinte comando: "attrib -h -r -s /s /d I:\*.*" (Nota: a letra “I” deve ser substituída pela letra atribuída ao seu pendrive).

Método manual

Acesse a pasta que foi afetada pelo vírus e clique com o botão direito sobre o arquivo contaminado (que atualmente é um atalho). Abra as Propriedades do arquivo.
Acesse a aba “Atalho” e remova quaisquer informações que não tenham relação com o caminho do arquivo em questão (realizar o processo no item "Destino" e "Iniciar em"). Veja o exemplo abaixo:

Etapas finais

  • Utilize um bom antivírus e analise o pendrive e o HD.
  • Instale um anti-malware no seu computador e faça outra varredura no disco local e na unidade removível.
  • Se nenhum problema for informado pelos programas, então o vírus deve ter sido removido do seu pendrive. Em casos de persistência do problema, tente outros softwares. Boa sort



O mercado de música vem mudando rapidamente nos últimos anos, com o advento dos serviços de assinatura que oferecem uma vasta coleção de canções por um preço pago mensalmente. Porém, baixar música para o celular ainda é uma atividade comum no Brasil.
Não é à toa que os aplicativos de download musical fazem tanto sucesso entre os usuários do Android. A prova disso é o Palco MP3, que já foi baixado 4,3 milhões de vezes em nossa página sobre o programa.
Por isso, compilamos uma lista com alguns dos melhores programas do gênero para você buscar novas músicas em seu aparelho e fazer o download de todas elas. Alguns aplicativos ainda permitem rodar as músicas online, economizando espaço – mas gastando sua banda de internet, caso você esteja em uma conexão móvel.  Confira:

1. Palco MP3

O aplicativo Palco MP3 é um dos preferidos dos brasileiros, devido a sua facilidade e simplicidade na hora de baixar músicas. Além de um acervo completo, ele é estável e conta com categorias nacionais, como Funk, Axé, Forró e Sertanejo, além de tradicionais, como Rock, Pop e Hip Hop.
O programa ainda conta com recurso de streaming e também como um player local. Escute álbuns inteiros, crie playlists de forma irrestrita e acompanhe a letra das canções. Você também pode encontrar bandas novas e artistas independentes para aumentar seu repertório.

2. WDownloader

Wdownloader é um app feito na medida para quem precisa baixar músicas no Android. Com ele, você não tem muito trabalho para encontrar e baixar qualquer mp3 que você precise para personalizar seu aparelho ou apenas para ouvir.
Aqui só é necessário dar dois toques na tela para fazer o download: digite o nome da música ou artista no campo de buscas e confirme. Em seguida, encontre a versão da música que você preferir e confirme o download. Se quiser, selecione a música e aperte o Play para conferir uma prévia da canção.

3. Holo Music

Procurando por uma música que você não encontra em lugar algum? Está atrás de um toque para o celular e não quer ter que conectar o gadget no computador para fazer a transferência? O Holo Music é um aplicativo que soluciona esses e muitos outros problemas relacionados a arquivos de áudio no Android.
O programa é um gerenciador de downloads que permite a você baixar músicas em MP3 ou escutar online os maiores sucessos de artistas de todas as partes do mundo.

4. Ouvela

Ouvela é um reprodutor de músicas para o seu Android. Além disso, o programa permite a você baixar músicas de sites que as disponibilizam gratuitamente na internet.
Como todo bom player de música, você poderá criar playlists personalizadas, além de conferir todas as suas canções separadas por gênero, artista, álbum e muito mais. Além disso, você poderá acompanhar a letra da música enquanto ouve suas canções favoritas.

5. Winky

Winky é um app que permite a você baixar inúmeras músicas no seu smartphone gratuitamente e de forma rápida. Você faz a pesquisa e, em instantes, uma série de resultados estará disponível para download.
Antes de baixar, você pode ainda ouvir a música e conferir se aquela é realmente a versão que estava procurando. Vale a pena destacar que todas as músicas baixadas pela ferramenta em nossos testes vieram com a arte do álbum e todos os detalhes da faixa, o que deixa seu player mais organizado e bonito. 

6. Akazoo

Akazoo é um aplicativo que serve para você encontrar as suas músicas favoritas na internet e ouvi-las no seu aparelho com Android. Além disso, ele também permite armazenar os sons no seu smartphone ou no seu tablet para escutá-los quando não estiver conectado à internet.
Assim, você pode localizar aquela canção que sempre quis ou até mesmo buscar novos artistas e salvar os sons para ouvir no momento mais oportuno. Para usar o aplicativo, é necessário criar um login no serviço, algo que pode ser feito por meio deste link, utilizando o botão “Criar conta”. Como uma alternativa, é possível usar o seu Facebook para a tarefa.

7. SoundRapid

SoundRapid é um aplicativo que tem como função servir como uma fonte para você localizar canções na internet. Com ele, é possível ouvir o som encontrado na busca ou baixá-lo para o seu aparelho para escutar quando estiver com mais tempo disponível.
Como costuma acontecer com esse tipo de aplicação, é bom ter em mente que é necessário ter uma conexão constante com a internet para localizar músicas e também para efetuar o download. Por isso, se você possui um plano de dados limitado é sempre interessante tentar utilizar tais funções a partir de uma conexão WiFi.
A cada dia, mais agilidade no atendimento é exigida pelos clientes. Com redes sociais e mensageiros instantâneos agilizando cada vez mais as comunicações, todo empresário de ecommerce precisa de uma ferramenta de chat ao vivo incorporada em sua página. Recorrer apenas ao telefone – que gera custo para seu cliente – e email, que possui um delay para o atendimento não são mais as melhores formas de prestar suporte.
Com isso, apresentamos o JivoChat, uma plataforma de chat ao vivo destinado à lojas virtuais que possui uma estrutura limpa e precisa.
jivochat-chat-ecommerce0
O programa possui três plataformas básicas em sua estrutura: permitir a comunicação direta entre o cliente e a empresa, fornecer meios de gerenciar e documentar seus atendimentos e ferramentas para avaliar o rendimento de seu setor de suporte ao cliente.

Comunicação direta por chat ao vivo

Princípio básico comum a todas as plataformas. Além de fornecer um meio para seu cliente resolver um problema de maneira ágil, o JivoChat estende seu alcance de outras formas. A primeira é a possibilidade de iniciar uma conversa por voz direto do chat, permitindo que os clientes se comuniquem da maneira que os deixarem mais confortáveis. Além disso, o JivoChat permite que seu atendente veja as mensagens enquanto estão sendo escritas, permitindo que já possa trabalhar imediatamente na dúvida de um prospecto ou cliente.
jivochat-chat-ecommerce1
Em seguida, aplicativos para dispositivos móveis com sistemas Android ou iOS permitem que possa realizar o atendimento mesmo que não esteja presente no escritório. Além disso, você pode dar uma pitada de proatividade ao seu atendimento ao utilizar mensagens automáticas aos visitantes de sua página, permitindo que procure seu cliente e assim realizar uma venda, tal qual um vendedor faz em uma loja física. No caso do atendimento estar offline, mensagens enviadas por frequentadores são enviadas ao email da empresa.

Gerenciamento e documentação

Não basta apenas falar com o cliente, mas gerenciar sua equipe e documentar atendimentos realizados, importantes para o próximo passo. Nesse sentido, o JivoChat oferece à equipe de atendimento os detalhes dos visitantes, como nome, através de qual página encontrou a sua e localização. Já para os administradores, ele permite acompanhar seus  atendentes em tempo real, avaliando o tempo que estão disponíveis para conversar com os clientes.
jivochat-chat-ecommerce2

Avaliação e planejamento

O JivoChat permite salvar o registro das conversas de sua equipe, enviando-os para seu email. Aos clientes, uma outra ferramenta para avaliar seu atendimento fica disponível e pode ser acessado pela gerência, podendo assim avaliar quaisquer pontos fora da curva. Com estes relatórios e detalhes das conversas, fica permitido à equipe encontrar e solucionar problemas, além de estudar casos inéditos.
jivochat-chat-ecommerce3
No momento, a única ferramenta existente que falta ao JivoChat é a possibilidade de agregar atendimento por redes sociais ou aplicativos mensageiros, como o WhatsApp ou Facebook Messenger. Outro ponto interessante do JivoChat é a possibilidade de adaptar a ferramenta de acordo com o layout de sua página, não tornando a ferramenta invasiva e se mesclando à aparência de seu website sem destoar de seu design.
Gostou do que viu? Clique aqui e comece agora mesmo a atender seus clientes através doJivoChat!
Startup estaria desenvolvendo óculos inteligente semelhante ao Google Glass; aquisição da Vergence Labs e novas vagas indicam ambições sérias
Em março desse ano, o site CNET especulou que o Snapchat estaria concentrando esforços na construção de um hardware semelhante ao Google Glass, algo que seria uma grande expansão da startup de rede social avaliada em US$ 18 bilhões. Na ocasião, a reportagem apontava contratações focadas em hardware, incluindo a designer de óculos Lauryn Morries.
Agora, uma nova reportagem do Business Insider reforça as novas ambições da startup. Uma fonte familiar ao tema disse à publicação americana que a companhia se mantém “séria” no projeto de desenvolver um hardware. No entanto, ela não compartilhou detalhes de qual produto específico se tratava. 
Vale lembrar que o Snapchat adquiriu no passado uma startup especializada em óculos inteligentes, a Vergence Labs, por US$ 15 milhões e resolveu não fazer muito alarde sobre.
Segundo o Insider, a companhia continua a contratar especialistas em hardware e reúne evidências de que o Snapchat pode, em breve, lançar um óculos inteligente no mercado. 
Entre as últimas aquisições estão dois especialistas em hardware da fabricante GoPro, incluindo um engenheiro mecânico e um recrutador técnico para o Projeto Aura do Google, responsável pelo Glass.
Dan Stein, que liderou as contratações do Projeto Aura e outras iniciativas em wearable se juntou ao Snapchat em maio, de acordo com sua biografia no LinkedIn, aponta a Business Insider; Michael Ryner, engenheiro mecânico, se juntou a startup em janeiro. Somam-se a ele, John Novila, engenheiro de qualidade e ex-Microsoft e Kun Huang, ex-designer da Nokia.
Outra evidência é uma nova vaga aberta no site do Snapchat que indica que a companhia tem grandes planos para a realidade aumentada, algo que poderia estar relacionado aos esforços em hardware. 
A nova vaga busca por “engenheiro de software de soluções móveis 3D”, que possa “trazer os mais inovadores conceitos de produtos à vida para ajudar a elevar os limites da experiência do usuário móvel e interface para uma nova categoria de produtos de visão computacional”.
O Snapchat não confirmou os rumores e declinou a pedidos de comentários da Business Insider. 
no image
Olá amigos,
Temos um mantra no mundo Agile que é o foco em seus três pilares: Transparência, Inspeção e Adaptação.

De acordo com o Scrum Guide:

Transparência
Aspectos significativos do processo devem estar visíveis aos responsáveis pelos resultados. Esta transparência requer aspectos definidos por um padrão comum para que os observadores compartilharem um mesmo entendimento do que está sendo visto.
Por exemplo:
  • Uma linguagem comum referindo-se ao processo deve ser compartilhada por todos os participantes;
  • Uma definição comum de “Pronto” deve ser compartilhada por aqueles que realizam o trabalho e por aqueles que aceitam o resultado do trabalho.
Inspeção
Os usuários Scrum devem, frequentemente, inspecionar os artefatos Scrum e o progresso em direção a detectar variações. Esta inspeção não deve, no entanto, ser tão frequente que atrapalhe a própria execução das tarefas. As inspeções são mais benéficas quando realizadas de forma diligente por inspetores especializados no trabalho a se verificar.
Adaptação
Se um inspetor determina que um ou mais aspectos de um processo desviou para fora dos limites aceitáveis, e que o produto resultado será inaceitável, o processo ou o material sendo produzido deve ser ajustado.O ajuste deve ser realizado o mais breve possível para minimizar mais desvios.
Andei refletindo muito nos últimos anos, e vejo muitas pessoas, equipes e empresas se esquecendo de outros três pilares tão, ou talvez mais importantes que os três pilares mencionados acima.
São eles:
  • Lean
  • Melhoria Contínua (PDCA)
  • Engajamento
Na minha visão não existe método ágil sem estes três pilares. Vamos ver um pouco mais sobre cada pilar abaixo.
Lean
Não há método ágil se não temos a filosofia Lean enraizada em nossas veias, focando em seus 7 princípios:
  • Eliminar desperdício: identificando e otimizando processos, artefatos, meios de comunicação e comportamentos que tornam o processo mais moroso, burocrático e custoso (costumar este último de “inimigo oculto” e “custo fantasma”, pois não é percebido e muito menos medido) e menos direto, objetivo e “enxuto” como prega a filosofia
  • Ampliar conhecimento: compartilhando e gerando conhecimento entre as equipes de trabalho
  • Entregas rápidas: quanto menor o fluxo de trabalho, maior a capacidade de entrega e melhor qualidade e resultado é entregue
  • Adiar decisões: baseie suas decisões no processo de aprendizado (empírico) e não na famosa “bola de cristal” (preditivo)
  • Construir qualidade: foco na excelência técnica e simplicidade sempre!
  • Fortalecer as equipes: parafraseando o Manifesto Ágil: “Construa projetos ao redor de indivíduos motivados. Dando a eles o ambiente e suporte necessário, e confiar que farão seu trabalho.”
  • Otimizar o todo: foco no conjunto e não no individual. Evitar o famoso: “a minha parte está feita, agora depende de Fulano”
Vejo muitas pessoas e empresas tomando a liberdade de usar o termo “Modelo Híbrido” para justificarem o uso de processos e comportamentos burocráticos e ineficientes, usando uma ou outra prática ágil. Costumo dizer que é um modelo mais caro, inclusive, pois além de ter o custo da burocracia e ineficiência (o “inimigo oculto” mencionado anteriormente) possui um gasto a mais com post-its e quadros brancos.
Um verdadeiro e eficiente modelo híbrido combina técnicas ágeis e tradicionais, mas jamais deve perder seu foco no Lean, buscando eliminar toda e qualquer forma de desperdício”.
Melhoria Contínua
Uma maneira didática que uso para explicar quando me fazem a seguinte pergunta:
“Vitor, o que é esse tal de gerenciamento ágil?”
Costumo responder o seguinte:
“Pega aquele seu projetão de 1 ano e meio e quebra ele em pequenos ciclos PDCA”
Ou seja, de tempos em tempos (no máximo 30 dias, de acordo com as “regras” do método) revise produto, processo e pessoas e aprenda com isso! Erre rápido, aprenda rápido e melhore rápido!
Não! Não faça isso só ao final de cada projeto. Faça isso em ciclos curtos! As lições serão aprendidas rapidamente e o plano de ação de melhorias já implementado no projeto em curso.
Muitas empresas possuem dificuldade em entender que o método ágil não é milagroso e existe uma curva de aprendizado das equipes (em média de 3 a 4 iterações) e acabam abrindo mão da melhoria contínua e incentivando o bom e e velho “go horse”, “abaixe a cabeça e vamos que vamos”!
Engajamento
Os métodos ágeis são muito focados em pessoas. E pessoas são extraordinariamente complexas.
Se não temos pessoas engajadas e dispostas a aprender, assumirem suas forças e fraquezas, buscarem por melhoria continua e a saírem do status-quo, não há método ágil que resista
Na minha visão, somente depois destes três pilares bem resolvidos é que partimos para os outros três mais falados: transparênciainspeção e adaptação. Na verdade, eles acabam sendo consequência!
Fabricante também apresentou tablet que pode ser dobrado ao meio. Protótipos foram apresentados na Tech World
Durante a Tech World 2016, a Lenovo apresentou o protótipo de um smartphone, flexível o suficiente para você colocá-lo ao redor do pulso, como uma pulseira slap dos anos 1990.
Já em uma versão maior, a Lenovo apresentou um tablet que consegue ser sobrado no meio, algo que poderia torná-lo mais confortável para ser usado como telefone.
Segundo  executivos da Lenovo, durante a apresentação do conceito, os aparelhos contam com tecnologia "flexível" para a tela e para componentes de hardware, incluindo as baterias.
Porém, a fabricante ainda não anunciou os nomes dos dispositivos e tampouco datas de lançamento, mas sugeriu que eles custavam "um pouco mais do que um smartphone ou tablet médio".
Vale lembrar que o anúncio da Lenovo chega cerca de dois dias após a Samsung ter anunciado um smartphone dobrável, que pode chegar ao mercado em 2017.
 
As coisas acontecem e mudam em uma velocidade absurda.
Cada vez é mais comum vermos algo que ontem era um sucesso, hoje ser esquecido. E a tecnologia é culpada por isso? Sim!
Mas não adianta achar que isso é ruim. As coisas precisam mudar para que o melhor possa acontecer! As coisas precisam se atualizar para que o velho dê lugar ao novo.
Se tudo não mudasse, você provavelmente não teria chego até esse artigo. Talvez eu nem o teria escrito (ou, quem sabe, teria escrito em uma máquina de escrever). E pode ser ainda que nem estaríamos falando tanto em tecnologia.
Imagem via Shutterstock
Imagem via Shutterstock
Talvez a única coisa que nunca vai mudar, é a certeza constante de uma mudança. É aquela história, a mudança é a única certeza.
Já que tudo muda e a tecnologia é responsável por tantas mudanças e tantas coisas novas surgindo, você realmente acha que a tecnologia precisa esperar você? Acha que ela tem tempo para sua preguiça?
“Ah, mas como eu vou estudar então se está tudo mudando?”.
Teoria e prática são diferentes, meu caro.
A teoria, embora também se atualize, muda muito mais lentamente do que a tecnologia na prática.
Já temos um ponto para começar…
Entender como as coisas funcionam, em sua essência, já pode fazer tudo ficar mais fácil para você. Inclusive a mudança.

Aprenda a Fazer o Simples – Muitas empresas Ainda Não Aprenderam

Muitas empresas mais antigas de tecnologia de informação estão tendo enormes dificuldades para lidar com coisas muito simples de nossa época.
Uma delas é a de fazer as coisas de forma mais simples.
Talvez esse seja um motivo para multinacionais estarem perdendo clientes para simples e novas Startups.
O processo que era perfeito e resolvia os problemas na década de 80, mudou. Talvez na prática nem tenha mudado tanto assim, mas a forma de olhar para ele não é mais a mesma.
Queremos algo que seja simples, rápido e resolva o problema sem burocracia, sem a necessidade de passar por muitas mesas (ou caixas de Email) para chegar até a solução.
Ainda queremos que tudo isso, além de ser rápido e prático, seja prazeroso e até mesmo charmoso.
Se pareceu confuso entender o que eu quis dizer, vamos ao exemplo do mercado de software:
Aquele ERP grandão, robusto e cheio de menus, submenus, opções e processos pareciam incríveis no passado. Mas hoje, esse mesmo ERP (principalmente para a nova geração) não passa de um sistema feio e que chega a dar medo.
As Startups de software entenderam isso. Lançaram programas simples, bonitos e com opções mais essenciais aos seus usuários. E, na prática, servem para o mesmo efeito final que esses ERP’s enormes.
É como se aquela mesa cheia de papeis bagunçados tivesse sido organizada em uma única pasta com direito até mesmo a cores para ver o que precisamos.
Muitas empresas de software ainda não aprenderam isso, e estão tendo sérias dificuldades para maquiar seus ERP’s “fortões” em sistemas mais simples e essenciais.

E Amanhã, Tudo Mudou…

Então amanhã, tudo já é diferente e esse texto que você leu na tela de seu dispositivo móvel ou computador, agora é consumido de outras formas.
Ficar parado não vai te ajudar.
Acompanhe e se atualize das coisas que estão acontecendo. Tenha curiosidade por ficar informado de todas as mudanças ao seu redor.
Mesmo que seja clichê falar isso, surfar em uma onda é bem mais fácil do que construir o mar. E quando você está ciente de onde e quando a onda vem, fica ainda mais fácil estar preparado para ela.
Contribua para esse artigo não parar por aqui, comentando sua opinião ou até mesmo trazendo exemplos de como a mudança já lhe surpreendeu, seja positivamente ou negativamente.
Realizar uma boa gestão de impressão nas empresas, sejam elas de pequeno, médio ou grande porte, exige além de um bom software de monitoramento, trabalho de conscientização dos usuários. Estando em tempos de crise ou não, a cultura de imprimir somente o necessário deve fazer parte de qualquer empresa.
É claro que em tempos de crise, diminuir o número de impressão é um caminho para reduzir gastos, mas não é preciso esperar uma crise para realizar essa economia.
O primeiro passo para uma boa gestão, é conhecer o ambiente em que trabalha: você deve conhecer as áreas que utilizam a impressora, o tipo de documento que imprimem e como imprimem.
Imagem via Shutterstock
Imagem via Shutterstock
Feito isso, é necessário fazer uma análise do que não precisa ser impresso (por exemplo, documentos com novas legislações na área fiscal), do que pode ser impresso em modo econômico (por exemplo, duas páginas por folha, frente e verso) e o que é realmente essencial. Com todos esses dados, a TI já é capaz de criar um plano para um uso mais consciente das impressoras.
Feito o plano, a parte mais importante é fazer com que os usuários se conscientizem e passem a utilizar a impressora de forma mais eficiente, além de, claro, obter o apoio da diretoria. Esse último item é o mais importante, principalmente para as empresas onde a TI não é uma área separada e independente das demais, ou seja, é vista mais como uma área de suporte.
Divulgado o projeto para reduzir gastos, outro ponto importante é a criação de relatórios gerenciais. E nesse quesito, nem é necessário adquirir um software de gestão, pois normalmente as empresas que fazem o outsourcing de impressão possuem algum software de bilhetagem que grava todos os dados em um banco de dados. E ai, com algumas consultas simples neste banco de dados, você consegue gerar relatórios com todas as informações necessárias. É claro que um software que já possui relatórios pré-definidos e que seja capaz de criar cotas de impressão é muito melhor, mas isso é um investimento que tem que ser bem analisado, principalmente em empresas com recursos limitados.
E ao falar em redução, cito aqui alguns exemplos de ações que ajudam a reduzir as impressões:
  • Ler documentos na tela do computador, em vez de ler o documento impresso;
  • Configurar a impressora para imprimir documentos frente e verso;
  • Configurar a impressora para imprimir somente preto;
  • Criar cotas de impressão;
  • Não reaproveitar papel já impresso para novas impressões. Esse item é muito importante, pois você evita alguns incidentes, como imprimir com grampo ou sujar a impressora por dentro com o pó do toner;
  • Substituir o recebimento de fax (sim, algumas empresas ainda utilizam fax), por recebimento via e-mail;
  • Reduzir o número de impressoras na empresa e centralizá-las em pontos estratégicos;
  • Configurar o envio de impressão por senha;
  • Fazer o levantamento se é viável realizar impressões coloridas em gráficas ou na própria empresa, devido ao alto custo das impressões coloridas.
As atividades acima devem ser usadas em campanhas de uso consciente, como também no trabalho de acompanhamento constante da TI, até que isso faça parte da cultura da empresa.
Para finalizar, o uso correto da impressora é um aspecto mais cultural do que tecnológico, onde muitas pessoas não enxergam os prejuízos de um consumo desenfreado, além de uma má utilização das impressoras. E a TI, alinhada ao negócio da empresa, é peça fundamental para auxiliar essa atividade.
Compartilhem suas opiniões e estratégias nos comentários abaixo! :)
Voltar para o início